domingo, 23 de julho de 2017

UFC e Horizonte empatam pelas semifinais do Cearense de Futsal


            Em mais uma partida onde teve atuação irrepreensível, o time de futsal adulto masculino da UFC fez a primeira partida da semifinal do primeiro turno do Campeonato Cearense. O jogo ocorreu na Quadra do CEU, no Campus do Benfica, na noite de sábado, 22/07. Mesmo enfrentando uma das melhores equipes da competição e do futsal brasileiro – está disputando as semifinais da Copa do Brasil –, o Horizonte, a UFC foi superior e chegou a estar vencendo por 3 a 1. A partida acabou em empate por 3 a 3.

Time da UFC enfrentou uma das melhores equipes do País
            Vindo de uma partida memorável contra o Canindé, quando carimbou o passaporte para essa semifinal, a UFC reeditou sua grande atuação. Foi superior durante toda a partida e teve muitas oportunidades para abrir um bom marcador e sacramentar a vitória. Desde os instantes iniciais a equipe da casa mostrou personalidade e encarou de igual para igual um dos grandes do futsal nacional. O treinador Clovandi Costa colocou em quadra inicialmente o quinteto Leo, Kooldy, Juninho, Freire e Jefferson.

            Nos minutos iniciais o jogo foi muito pegado, com velocidade e ambas equipes não se arriscando ao ataque. Logo, entretanto, a UFC fez valer o mando de quadra e, apoiado por um bom número de torcedores, passou a tomar a iniciativa do ataque. A primeira boa oportunidade de marcar foi de Freire, que saiu fazendo fila e só parou na boa defesa do goleiro da equipe visitante. As arrancadas de Kooldy levavam tensão à equipe adversária.

Kooldy marcou o primeiro gol da UFC
            Numa jogada pela direita, Pedro Melo chutou para dentro da área do Horizonte e Kooldy desviou para abrir o marcador, aos 13min13seg. O time visitante, então, tentou sair para tirar a desvantagem do placar, mas a forte marcação da UFC e o passe fluído fez com que, em vez disso, passasse a correr o risco de tomar mais um tento. Nas poucas vezes que conseguia passar pela marcação e finalizar ao gol o time do Horizonte esbarrava no goleiro Leo. O primeiro tempo terminou com a vitória parcial da UFC por 1 x 0.

            No intervalo o treinador Clovandi Costa alertou para que fosse mantido o mesmo ímpeto. “Tem que continuar colocando o pé, disputando toda jogada com vontade, manter a garra”, ressaltou. A equipe voltou com essa determinação e o panorama se manteve na segunda etapa. O passe continuava fluindo e rápido, a marcação eficiente e a saída para o ataque com muito perigo. Logo aos 37seg Juninho ampliou a vantagem, depois de uma jogada de Freire, que novamente saiu fazendo fila, sobrando a bola para Juninho que de canhota fuzilou para o fundo das redes do Horizonte.

            Atrás no marcador, o time do Horizonte tentava atacar para diminuir a diferença, mas não encontrava espaço. Torcida e alguns jogadores pediram gol quando Roner acertou o travessão da meta de Horizonte, mas a arbitragem entendeu que a bola não havia entrado. Aos 6min18seg Farbson conseguiu diminuir o placar. Mesmo assim, o panorama não se modificou, com a UFC continuando superior aos visitantes. Juninho novamente carimbou a trave dos adversários. Aos 8min32seg, porém, acertou o gol e marcou o terceiro do time da casa e segundo dele na partida, deixando o placar em UFC 3 x 1 Horizonte.

Juninho marcou o segundo gol, sendo dele, também, o terceiro
            O time do Horizonte, então, partiu para o tudo ou nada, lançando mão do goleiro-linha. A superioridade numérica de jogadores no ataque, inicialmente, não surtiu efeito e a UFC quase marcou o quarto gol numa roubada de bola que originou um contra-ataque. Aos 10min36seg, Jemerson diminuiu a diferença, marcando o segundo gol dos visitantes. Horizonte passou à pressão total e a UFC buscava uma roubada de bola para encaixar um contra-ataque e ampliar a vantagem.

            A partida se encaminhava para o final e a tensão só aumentava. No desespero Horizonte buscava o empate. Administrando a vantagem e aguardando uma oportunidade a UFC ia se segurando. Aos 17min30seg, entretanto, a estratégia do goleiro-linha deu resultado e o maior número de jogadores na linha fez com que Janderson, dentro da área, aproveitando um chute cruzado, só completasse para o gol, decretando o empate. A UFC tentou voltar a dominar o placar, mas foi a vez do Horizonte se segurar e esperar o fim do jogo. Compuseram o elenco nesse jogo os atletas Leo, Juninho, Kooldy, Freire, Jefferson, Guilherme, Pedro Melo, Jhonas, Thyago, Vicente e Roner.

Clovandi Costa armou um eficiente esquema de marcação e ataque

 


Um comentário: